quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Meu cubinho de gelo

Você é como um cubo de gelo.
Quando saído do refrigerador
Em forma de pedra
Se derrete nos meus braços
Como manteiga fria
Na panela quente.
Mas depois de derretido
É preciso ter cuidado
Pois se não refrigerado
Evapora e vai embora
Me deixando aqui
Na incerteza da sua volta.
Te queria em uma só fase
Nem pedra e nem água
Logo ali no zero grau
Parte rígido, parte amor
Porque sentimento enjoa
E indiferença afasta.

4 comentários:

Filipe de Paiva disse...

Caraca, adorei! Belo por ser simples. Verdadeiro.

Jéssica disse...

posso ser seu cubinho de gelo !? HSUAHSUAHSUAHSUA
gosteei cah, simples e bonito !
e romantico @.@

Danni disse...

No nosso casamento, você vai escrever os votos. D: AUEHAUHE, brincadeira, Pervão. Tu sabe que eu gosto das coisas que você escreve, não é diferente agora. :D

Matheus Moreira Moraes disse...

derreti
muito bom ;p